Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

» Informações Gerais

Objetivos do Curso


O Curso de Engenharia Elétrica tem por finalidade contribuir para o atendimento às demandas da sociedade em sua área de atuação, bem como para o desenvolvimento sustentável da região e do país.

Para o cumprimento de sua finalidade, o curso referencia-se na qualidade que pretende imprimir à sua atividade formadora, com visão crítica e criativa, calçado na ética profissional, tendo como meta alcançar a excelência em nível nacional na formação de profissionais de Engenharia Elétrica.

 

O objetivo geral do Curso é formar profissionais engenheiros eletricistas com uma formação generalista, capacitados a atender às diferentes solicitações profissionais pertinentes, com uma visão crítica, criativa e inovadora, através de uma sólida formação básica, geral e humanística, associada à sua formação profissional específica, que possam adaptar-se com facilidade às habituais mudanças e avanços tecnológicos e incentivar o desenvolvimento de seus próprios empreendimentos no mercado profissional.

 

Os objetivos específicos do Curso de Engenharia Elétrica/UFMS são:

  • Projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados;
  • Conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos;
  • Aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais à engenharia;
  • Identificar, formular e resolver problemas de Engenharia Elétrica;
  • Desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas e técnicas;
  • Planejar, supervisionar, elaborar e coordenar projetos e serviços de Engenharia Elétrica;
  • Supervisionar a operação e a manutenção de sistemas;
  • Comunicar-se eficientemente nas formas escrita, oral e gráfica;
  • Avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e ambiental;
  • Avaliar a viabilidade econômica de projetos de Engenharia Elétrica;
  • Assumir a postura de permanente busca de atualização profissional.

 

 

Perfil do Profissional face aos Objetivos do Curso

Uma característica fundamental do nosso tempo é a velocidade com que se dão as mudanças nos campos da ciência e da tecnologia. Tal circunstância requer esforços, dos profissionais de todas as áreas, no sentido de uma contínua atualização profissional.

 

No campo da Engenharia, a rapidez com que ocorrem as transformações científicas e tecnológicas tem um efeito ainda mais contundente. E, no âmbito da Engenharia Elétrica – por tratar-se de uma área onde o surgimento das novas tecnologias tem repercussão praticamente imediata -, o vertiginoso ritmo das inovações exige do Engenheiro Eletricista a capacidade de compreendê-las e absorvê-las com rapidez e eficiência.

 

A consciência da necessidade de uma contínua atualização profissional, de que a educação continuada é imprescindível a um competente desempenho profissional, deve, portanto, estar entre os componentes do perfil atual do profissional de Engenharia Elétrica.

 

Nesse novo contexto de mudanças rápidas e radicais – e não apenas na ciência e na tecnologia, mas também nos campos político e econômico-social – o trânsito e a atuação eficaz do profissional de Engenharia Elétrica nessa realidade em permanente transformação, têm como alicerce a formação recebida durante o seu curso de graduação.

 

Nesse sentido, é condição necessária que o profissional tenha uma formação generalista, com sólida formação básica, geral e profissional, o que deve ser proporcionado pelo curso. Do profissional de Engenharia Elétrica requer-se que tenha a capacidade de resolver problemas concretos da sua área, aplicando os modelos adequados às situações reais. Deve ser capaz de promover abstrações e adequar-se a novas situações encontradas no ambiente prático.

 

O mercado de trabalho está cada vez mais exigente e requerem novas habilidades, atitudes e diferenciais para uma inserção profissional promissora. Portanto, o perfil do profissional do século XXI transcende o de projetista e/ou usuário das novas tecnologias, devendo ser portador de visão crítica das questões políticas, sociais, econômicas, ambientais e relativas ao desenvolvimento sustentável, que permeiam a atividade do Engenheiro Eletricista.

 

Considerando-se as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia (Ministério da Educação – Resolução n° 11/2002 – Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia), as recomendações do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers) e da ABET (Accreditation Board for Engineering and Technology), o/(a) Engenheiro/(a) Eletricista deve apresentar as seguintes habilidades:

  • Projetar e conduzir experimentos bem como analisar e interpretar resultados;
  • Projetar sistemas, componentes ou processos elétricos para atender a requisitos específicos;
  • Identificar, formular, planejar e coordenar projetos e serviços na área da Engenharia Elétrica;
  • Desenvolver e/ou utilizar técnicas, ferramentas e novas tecnologias para o exercício prático da Engenharia Elétrica;
  • Aplicar conhecimentos interdisciplinares, abrangendo as áreas de Economia, Administração, Ciências Humanas e Sociais, Ambiental e Empreendedorismo;
  • Aplicar conhecimentos de ciências básicas – Física, Cálculo, Química e Computação – bem como saber aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais à Engenharia Elétrica;
  • Atuar em equipes multidisciplinares;
  • Assumir a postura de permanente busca de atualização profissional;
  • Comunicar-se efetivamente (escrita e oral);
  • Ter consciência social, compreender a natureza da ética e da responsabilidade profissional e ser capaz de avaliar o impacto das soluções da engenharia no contexto social e ambiental.

Tais habilidades devem permitir ao egresso desempenhar quaisquer das atividades descritas no Art n° 5 da Resolução n° 1010/CONFEA (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia – CREA/CONFEA – Resolução n° 1.010/2005).

Coordenação


Luciana Cambraia Leite

Profª. Drª. Luciana Cambraia Leite

Contato

Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1993), mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Uberlândia (1997) e doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Campinas (2003). Foi Coordenadora do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Engenharia Elétrica (PPGEE) entre 2008 e 2013. Atualmente é professora associada do Curso de Engenharia Elétrica da Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo e Geografia (FAENG) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e coordenadora do Curso de graduação em Engenharia Elétrica desde dez/2015. Faz parte da equipe de revisores das revistas nacionais de engenharia elétrica: Controle & Automação e Eletrônica de Potência. Tem experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em acionamentos eletrônicos de motores, aplicações de técnicas de inteligência artificial na engenharia elétrica, smart grids e eficiência energética.

Share
Núcleo de Tecnologia da Informação
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul